Conheça as combinações enogastronômicas preferidas da corte da 17ª Fenavinho

 

 

O isolamento social necessário para conter a pandemia da Covid-19 tem feito muitas pessoas abrirem mão, temporariamente, do prazer de frequentar bons restaurantes. Mas isso não significa que seja impossível comer e beber bem – em casa. A dica é aventurar-se pela cozinha e praticar a elaboração de pratos saborosos. Melhor ainda quando essas refeições podem ser harmonizadas com vinhos de qualidade – as vinícolas brasileiras assinam inúmeros rótulos premiados e reconhecidos inclusive internacionalmente.

Para inspirar quem deseja curtir boas experiências enogastronômicas no conforto do lar, as soberanas da 17ª Festa Nacional do Vinho – Bárbara Bortolini, Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso – compartilham suas combinações preferidas de pratos e vinhos. Veja as receitas, os modos de preparo, as sugestões de acompanhamento e bom apetite!

 

Polenta mole ao molho de carne harmonizado com vinho Merlot

por Bárbara Bortolini, Imperatriz da 17ª Fenavinho

Tradicional e símbolo da colonização italiana na região serrana do Rio Grande do Sul, a polenta é um prato que saciou a fome de muitos imigrantes ao chegaram à América há mais de 140 anos. A iguaria é um clássico nos cardápios locais. Para a Imperatriz da 17ª Fenavinho, Bárbara Bortolini, a polenta, servida ao molho de carne, é a combinação perfeita para ser degustada com um vinho da variedade Merlot – "macio" e extremamente frutado, apresentando aromas de frutas vermelhas como cereja e framboesa.

 

Preparo da polenta:

Ingredientes: água, farinha de milho (ou fubá), manteiga, sal.

 

Modo de preparo: Em uma panela, leve a água ao fogo e acrescente o sal e a manteiga. Quando iniciar a fervura, acrescente a farinha de milho e mexa sem parar para não empelotar. Deixe a polenta cozinhar por 30 minutos em fogo baixo. Despeje a polenta em um refratário, salpique com parmesão e cubra com o molho de carne.

 

Molho de carne

Ingredientes: Carne picada, cebola e temperos verdes a gosto, tomates bem maduros, sem pele, molho de tomate, sal à gosto

 

Modo de preparo: Fritar os cubos de carne com a cebola. Acrescentar o tomate e o molho e ferver por 20 minutos. Por fim, colocar sal e tempero à gosto. Para servir, acrescentar queijo ralado sob e sobre a polenta e o molho.

 

Risoto de Pera com Gorgonzola harmonizado com o vinho Pinot Gris

por Ana Paula Pastorello, Dama de Honra

 

Sofisticado e clássico, o Risoto de Pera com Gorgonzola é um prato para paladares refinados, como o da Dama de Honra da 17ª Fenavinho, Ana Paula Pastorello. A soberana o escolheu para harmonizar com o vinho produzido com a uva Pinot Gris, que tem presença média de acidez.

 

Ingredientes: 1 xícara (chá) de arroz para risoto, ⅓ de xícara (chá) de queijo gorgonzola esfarelado, 2 miniperas, ½ cebola, ¼ de xícara (chá) de vinho branco, 1 litro de caldo de legumes caseiro, caldo de ½ limão, 1 colher (sopa) de manteiga, azeite a gosto, /queijo parmesão ralado a gosto, sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

 

Modo de preparo: Leve uma panela com o caldo de legumes ao fogo alto. Quando ferver, abaixe o fogo e mantenha aquecido durante todo o preparo do risoto. Enquanto o caldo aquece, faça o pré-preparo: descasque e pique fino a cebola. Lave as peras sob água corrente e mantenha a casca. Corte uma das peras em cubos de 1 cm – descarte o cabinho e as sementes. Transfira os cubos para uma tigela e regue com o caldo de limão, reserve. Corte a outra pera em quartos, mantendo o cabinho. Leve uma frigideira, de preferência antiaderente, ao fogo médio. Quando aquecer, regue com um fio de azeite, coloque os quartos de pera com a parte cortada para baixo e deixe dourar por 2 minutos de cada lado. Reserve num prato enquanto prepara o risoto. Leve uma panela média ao fogo médio. Quando aquecer, regue com uma colher (sopa) de azeite, junte a cebola, tempere com uma pitada de sal e refogue até murchar. Adicione o arroz e misture bem por 1 minuto para envolver todos os grãos com o azeite. Tempere com sal e pimenta a gosto – lembre-se que o caldo caseiro não leva sal. Regue com o vinho e mexa bem até secar. Adicione uma concha do caldo de legumes e mexa novamente até o arroz absorver o caldo. Repita o processo, acrescentando o caldo, de concha em concha, até risoto ficar no ponto: o grão deve estar cozido, mas ainda durinho no centro. Na última adição, não deixe secar completamente – o risoto deve ficar bem úmido. Desligue o fogo, misture a manteiga, o queijo gorgonzola e queijo parmesão a gosto. Acrescente a pera em cubos (com o caldo de limão) e mexa delicadamente para não desmanchar. Divida o risoto em dois pratos, disponha dois pedaços de pera grelhados no centro de cada um e sirva a seguir – harmonizado com o vinho Pinot Gris.

 

Pappardelle ao molho de cogumelos harmonizado com vinho Marselan

por Sandi Marina Corso, Dama de Honra

Prato da refinada culinária italiana, o pappardelle, tipo de massa cortada em tiras largas, similar a um fettuccine, combina muito bem servido ao molho de cogumelos e harmoniza perfeitamente com o vinho Marselan – de acordo com o paladar da Dama de Honra da 17ª Fenavinho, Sandi Marina Corso. Enóloga por formação, ela optou pela combinação com o varietal Marselan pela média estrutura e o bom volume de boca que se encaixa a proposta da untuosidade do prato – composto pela massa, ou seja, um carboidrato, e o sabor acentuado e forte dos cogumelos regados a vinho.

 

Ingredientes: 400 g de massa pappardelle, água para fervura da massa

 

Ingredientes para o Molho funghi: 40 g de funghi secchi (cogumelo seco), 40 g de cogumelo shitake seco,  1 bandeja de cogumelo paris in natura picado, 200 ml de vinho fino (branco ou tinto), 1 colher (sopa) de manteiga, 2 colheres (sopa) de azeite de oliva, 1 cebola média picada,  2 dentes de alho picadinho, 1 xícara (chá) de creme de leite, 100 g de requeijão, 1 colher (sobremesa) de salsa desidratada, Queijo grana padano em cunha, Sal e pimenta-do-reino.

 

Modo de preparo: Coloque os cogumelos secos (funghi e shitake) em um recipiente com o vinho para hidratar. Deixe-os em contato por pelo menos 30 minutos. Aqueça uma panela ou frigideira e acrescente a manteiga e o azeite de oliva. Quando estiver bem aquecida, coloque a cebola picada e mexa até ela dourar. Junte o alho picado, a salsa desidratada e continue mexendo. Assim que o alho também dourar, despeje o cogumelo paris in natura e refogue até reduzir bem de tamanho. Nessa mistura, acrescente o vinho que estava hidratando os cogumelos secos e mexa até ele reduzir um pouco. Corte os cogumelos que estavam no vinho em pequenos pedaços e junte aos demais ingredientes na panela. Após 3 ou 4 minutos, desligue o fogo, acrescente o creme de leite e o requeijão nas quantidades indicadas e sal e pimenta a gosto. Para a massa, leve a água ao fogo e espere ferver. Acrescente o pappardelle, sal e espere cozinhar até ficar al dente. Escorra a massa, coloque o molho sobre ela e rale o queijo na hora, ao seu gosto – e não se esqueça de harmonizar com o vinho Marselan.